‘Cenário de terror, tem que escolher entre ‘quem vive e quem morre’; médica desabafa sobre nova onda de COVID em Manaus

A COVID-19 está deixando o Amazonas em situação pior que no início da pandemia do novo coronavírus. As internações por conta do coronavírus estão colapsando os hospitais de todo o estado.

O total de óbitos por conta da COVID-19, já se aproxima de 6 mil e no último sábado (09), o Amazonas bateu o recorde de novas internações e o número de enterros.

Um médica da rede pública de Manaus, decidiu falar sobre a situação e externou sua indignação, pedindo para não mostrar o rosto, ela contou a triste realidade dos hospitais onde trabalha.

A médica disse que a maior angústia é ter que decidir entre ‘quem vive e quem morre’:

“A gente tem que decidir entre quem vive e quem morre. Se eu tenho um ventilador disponível e três pacientes precisando, e eu tenho muito mais do que três. Por exemplo, eu tenho que escolher entre um paciente de 19, um de 30 e um de 75. Quem é o mais importante? Todos são. Esse é o motivo de angústia, escolher entre quem vai viver e quem vai morrer. Essa é uma responsabilidade ridícula e absurda.”

A doutora descreve também o desgaste físico e emocional de todos os profissionais da saúde, que já não sabem mais como lidar com tanta tristeza ao ver os pacientes intubados, outros sofrendo em macas ou em cadeiras, sem fonte de oxigênio, pois não há onde colocar.

Ela diz ainda que tem que amontoar todo mundo, como se fossem ‘ animais em uma jaula’.

Covid-19 aumenta no AM e governo usa até leitos de maternidade - Notícias -  R7 Saúde

 

“É um cenário de terror, de filme de terror, um cenário de guerra, eu diria. Os funcionários, os enfermeiros, os médicos, eles têm dado praticamente o sangue. A gente tem procurado prestar o melhor serviço, o melhor atendimento”.

Novos casos de covid-19 em Manaus não são 2ª onda, diz pesquisador -  29/09/2020 - UOL Notícias

Fonte: G1

Escrito por Rose

What do you think?