Menino de 12 anos que vendia pastel é morto após cobrar dívida de 1 real

O ano de 202o foi tenso e pesado principalmente por conta da pandemia de COVID-19 onde quase 200 mil brasileiros acabaram perdendo suas vidas de forma inesperada e solitária, causando ainda mais dor na população que foi pega de surpresa com essa terrível ameaça invisível.

Além disso óbitos por outras causas e tragédias aconteciam a todo momento, e em 2021 a situação não está diferente. Para muitas famílias o ano já começou triste e pesaroso, como por exemplo a família que chora a perda do garoto de apenas 12 anos, morto de forma cruel e inaceitável.

Kaike Junior da Silva, morreu aos 12 anos de idade, na última quarta-feira, dia 06 de janeiro, no  Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais.

O adolescente ganhava seu dinheiro vendendo pastel e teve sua vida após cobrar R$ 1,00 de uma mulher, de 39 anos, que teria comprado pastéis para ela e os filhos.

No momento da cobrança começou uma discussão, mas Kaike decidiu deixar para lá, mas ao virar de costas para a suspeita, o jovem levou uma facada nas costas. Após o crime, a mulher disse que matou o garoto após ele tentar agredi-la.

Ferido, o menino ainda conseguiu andar um pouco mais pela rua e pedir ajuda, mas acabou caindo na calçada.

De acordo com registros policiais, Kaike chegou a ser levado por uma ambulância ao hospital, mas não resistiu e morreu.

A mulher foi presa em flagrante por agentes policiais que a levaram para a Delegacia de Polícia Civil de Almenara, onde está à disposição da justiça.

Fonte: IstoÉ

Escrito por Rose

What do you think?

-5 points
Upvote Downvote